Categorias
Artigo

Abril Verde: prevenção de acidentes e doenças do trabalho integra pilares da Energy Systen

O número de registros de acidentes e doenças do trabalho no Brasil chega a 700 mil por ano. Isso significa uma média de 80 acidentes de trabalho por hora em todo o país, conforme dados de 2020 do Observatório de Saúde e Segurança do Trabalho. Em virtude do alto número de ocorrências, foram implantadas no Brasil, a partir da década de 1970, importantes portarias com objetivo de reduzir acidentes e doenças do trabalho.

As Portarias nº 3.236 e nº 3.237, oficializadas em 27 de julho de 1972, se referem à instituição do “Plano Nacional de Valorização do Trabalhador” e à obrigatoriedade de adoção de “Programas de Medicina Ocupacional e de Engenharia de Segurança do Trabalho”, respectivamente.

Diante da necessidade de discussão deste tema, abril foi escolhido como o mês de conscientização sobre a importância da segurança e saúde do trabalhador. O Abril Verde pressupõe que se pode fazer mais por um trabalho saudável e sem acidentes a partir da disseminação de informações qualificadas que fortaleçam a cultura da prevenção de acidentes no ambiente de trabalho.

Dentro da Energy System, o departamento de Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) é o responsável por fazer a divulgação das informações, treinamentos com os colaboradores e implantação de protocolos de segurança.

De acordo com o gestor do SESMT, Welton Galiza, a segurança do colaborador é um dos pilares da empresa. “Enxergamos que o trabalhador, o ser humano é uma parte essencial dentro das ações executadas. E, por isso, o alto risco à saúde e integridade física é inegociável”, destaca.

Entre os desafios dos profissionais que atuam na prevenção de acidentes estão o gerenciamento de todas as categorias de riscos dentro das empresas e promoção do atendimento às normas de segurança e saúde, o que favorece condições mais seguras e saudáveis para a realização dos serviços de maneira mais produtiva.

“Buscamos fazer nosso trabalho de forma humanizada, com transparência e orientação para que a atividade seja executada da forma correta, pensando no bem-estar de todos os profissionais e da empresa”, afirma Welton Galiza.

Para o gestor, outro desafio é fazer com que os colaboradores não apenas reproduzam o conhecimento sobre segurança e saúde passado a eles, mas incorporem e entendam a relevância dos protocolos. “Minha busca é fazer com que as pessoas entendam o processo, o motivo de usar uma ferramenta, seja uma prática comportamental ou um equipamento de proteção individual (EPI), de forma segura”, pontua.

Além disso, os recursos empregados na área de segurança e saúde do colaborador, na visão de Welton Galiza, não podem ser encarados como gastos, mas como investimentos. “Os benefícios são imensuráveis, a curto, médio e longo prazo, desde a possibilidade de tornar o trabalho mais digno com um equipamento sofisticado e melhor tecnologia, até o reflexo nos serviços executados, com qualidade, dentro dos prazos e custos, e sem acidentes”, conclui o gestor.

Para isso, são executadas qualificações que permitiram, ao longo do tempo, reduzir o número de acidentes e doenças do trabalho dentro da Energy Systen, bem como a consolidação como empresa que visa a realização dos trabalhos de forma humanizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *